7 Passos simples para evitar insucesso nos investimentos

Muitas pessoas sentem o desejo de investir em algo novo, mas, na hora de colocar em prática, ficam preocupados em não obter o sucesso e perder investimentos que muitas vezes demoraram anos para serem adquiridos, não levando a ideia à diante. Está nessa situação? Em caso positivo, realmente, não há uma fórmula mágica que possa garantir o sucesso de um empreendimento, porém, alguns passos, se seguidos, podem contribuir muito para que um negócio finalmente saia do papel e atinja os resultados desejados.

1) INVISTA EM ALGO QUE CONHEÇA

Quando buscamos investir em um novo negócio, é fundamental atuarmos em algo que realmente gostamos e isso garante uma boa parte do caminho para o sucesso, porém, é um erro entrar em um setor baseando-se apenas em uma paixão ou sonho, pois os desafios são grandes e se não possuirmos uma mínima experiência na área, dificilmente seremos um destaque nela.
É importante desenvolver um negócio em que suas habilidades e pontos fortes possam ajudá-lo a conquistar o sucesso.

2) ANALISE A VIABILIDADE DO INVESTIMENTO

Antes de investir em algo, deve-se fazer uma análise para concluir se essa ideia é viável. Nessa etapa, algumas perguntas devem ser feitas, como por exemplo, o produto ou serviço que pretendo investir possui mercado, ou seja, existem pessoas que se interessariam por isso? É importante ter em mente que, sem clientes, não se obtém receita.
Qual a grandeza do investimento inicial que precisarei despender para começar esse negócio? Quais são os principais riscos envolvidos e qual a probabilidade de ocorrência e o impacto de cada um deles? Qual será o retorno obtido?

Fazer essa análise prévia é um ponto fundamental para forma de decidir se vale a pena ou não investir no ramo em questão.

Para saber mais sobre formas de análise da viabilidade do seu negócio, clique aqui!

3) TENHA UMA RESERVA DE DINHEIRO

Após realizar a análise e concluir que o negócio escolhido mostra-se interessante de se investir, é preciso ter uma reserva de dinheiro para o investimento inicial e também um capital de giro para pagar as contas enquanto ainda não está sendo gerado faturamento e resolver possíveis imprevistos que surgem nessa primeira fase de criação. Esse dinheiro não precisa ser necessariamente seu, é possível recorrer a empréstimos, financiamentos bancários ou buscar outros investidores, se atentando para fazer isso com toda a cautela necessária.

4) COMECE PEQUENO

Mesmo realizando uma análise prévia, não é possível dizer com certeza o que ocorrerá no futuro, portanto, é importante não arriscar tudo o que tem, comece devagar, como uma forma de experiência, com uma estrutura reduzida sem gastar todo o seu dinheiro e continue assim por um período até obter os primeiros feedbacks, ou seja, os retornos, como os custos gerados e a aceitação no mercado, que irão indicar se vale a pena expandir o negócio, mantê-lo como está ou deixá-lo de lado.

5) PLANEJE

O planejamento é essencial para alcançar os resultados desejados, ele permite o melhor entendimento do negócio e a minimização de riscos. Na etapa do planejamento é importante definir bem qual será o produto ou serviço comercializado, seu preço e volume, o público alvo, os canais de venda, os recursos necessários, os seus concorrentes, suas principais oportunidades e ameaças, estratégias de marketing, entre outros aspectos.
Estes, precisam estar bem definidos ao iniciar um negócio e, de tempos em tempos, é fundamental fazer uma reavaliação, ver o que está dando certo ou não e, a partir disso, fazer os ajustes necessários.
Além disso, no planejamento, é importante definir os resultados que se deseja obter, a pequeno, médio e longo prazo e, e com isso, traçar metas, tendo isso não só em mente, mas também colocar em prática, para que possa vê-lo todos os dias e saber onde quer chegar.

6) FORME E GERENCIE UMA BOA EQUIPE

Se o seu negócio não pode ser realizado apenas por você e se faz necessária a participação de colaboradores, é fundamental formar e gerenciar uma boa equipe, já que, de pouco adianta ter uma brilhante ideia para um produto e uma estrutura e processos bem definidos se são pessoas que se empenham para que os objetivos sejam alcançados e que garantem a qualidade e a satisfação dos clientes.
Portanto, é preciso selecionar pessoas de confiança e comprometidas e se dedicar em manter a equipe engajada, fazendo uso de uma estratégia de gestão de pessoas que crie um ambiente positivo e colaborativo, com espírito empreendedor. Formas de fazer isso são por realizar capacitações, apoiar o desenvolvimento pessoal de cada um e incentivar e premiar bons resultados.

7) ATUALIZE-SE E INOVE

Independente da área de atuação, sabemos que o mercado vêm sofrendo modificações cada vez mais rápidas e quem não se atualiza constantemente, acaba ficando para traz, para que isso não ocorra, é muito importante uma adaptação contínua.
Ler livros, notícias, fazer cursos de capacitação, conhecer novos produtos e serviços, observar outras empresas, conversar com pessoas de outras áreas, são algumas recomendações que podem auxiliá-lo a enxergar novas formas de otimizar e modificar processos e encontrar lacunas no mercado que podem ser oportunidades para o seu negócio.
É preciso ter a mente aberta e estar pronto para abraçar novas ideias, inovar é a palavra chave, não pense em ser apenas mais um, mas sim em sempre em ser um destaque.

Julia Capozzi Franke