Cultivo protegido x Convencional

Principais diferenças na produção de tomate

Na área de produção vegetal, temos um conjunto de práticas ou operações indicadas a uma determinada cultura, que tem como objetivo explorar ao máximo o seu potencial produtivo com o menor custo possível. Esse conjunto de práticas, ou operações, é definido como “sistema de produção”.

A cultura do tomateiro possui diversos sistemas de produção que variam de acordo com a região, poder aquisitivo do produtor, variedade do tomateiro, hábito de crescimento e cultivar. Esses diversos sistemas de produção, no entanto, se subdividem, ainda, em outros dois: sistema a céu aberto (também denominado cultivo convencional, ou sistema tradicional de cultivo) e sistema em ambiente protegido.

Quais as principais desvantagens do cultivo convencional?

O maior fator limitante do cultivo de tomate em campo aberto são as mudanças climáticas, visto que são as maiores ameaças ambientais do século XXI. O campo é amplamente prejudicado por ventos fortes, chuvas intensas e geadas, pois essas condições climáticas desfavoráveis causam distúrbios fisiológicos graves, garantindo elevada diminuição na qualidade dos frutos e acarretando perdas de até grandes proporções. Dessa maneira, a produção de tomate em ambiente protegido tem se expandido nos últimos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *