produtividade morango

O morango é uma planta de clima subtropical a temperado, ou seja, se desenvolve em uma faixa mais amena de temperatura, entre 13°C e 26°C. Devido a isso, há um período recomendado para a instalação do morango, entre abril e maio, com a colheita ocorrendo de 60 a 80 dias após o plantio das mudas.

Mas por que o plantio do morango deve ser feito nesse período e não em outro?

O morangueiro é muito sensível a variações climáticas, não suportando geadas, granizos e chuvas intensas. Além disso, temperaturas acima de 30°C irão inibir sua floração, inviabilizando a produção de morango, o que ocasiona atraso e redução de todo o cultivo.

Em condições de alta umidade e elevadas temperaturas, o morangueiro também pode ser afetado por doenças fúngicas das mais variáveis, como a Podridão por Phythopthora. O patógeno ataca as raízes, afetando a absorção de nutrientes pela planta, o que pode até mesmo afetar os morangos, acarretando em uma coloração marrom e sabor amargo a este. Mesmo se a umidade for baixa, a planta poderá ser atacada por Oídio, responsável por causar manchas esbranquiçadas na face inferior da folha, ou até mesmo a morte do morangueiro.

Como praga chave, há o Ácaro Rajado Tetranychus urticae, que se não for controlado devidamente, pode reduzir a produção em até 80%, causando sintomas de endurecimento e coloração marrom do fruto. Com a instalação da planta na faixa de temperatura entre 13°C e 26°C, as chances de perda de produção serão menores, mas ainda existentes, devido a imprevisibilidade do ambiente. O plantio e todo o desenvolvimento vegetativo da planta deve ser realizado no outono e inverno, com a colheita do morango na primavera, evitando-se assim problemas advindos de excesso de temperatura e alta umidade do verão.

E se eu quiser plantar em um período diferente, o que posso fazer?

Há três opções, caso não queira seguir a época de plantio recomendada

  1. Dispor de cultivares mais adequados a época de plantio que você deseja;
  2. Produção de morango em sistema semi-hidropônico em estufa;
  3. Produção de morango em solo no cultivo protegido.

Todas as alternativas são viáveis, entretanto, na primeira alternativa, mesmo com o uso de cultivares mais adaptados, a imprevisibilidade ambiental ainda estará presente. No cultivo protegido sob o solo, há maior controle ambiental quando comparado ao cultivo de morangueiro convencional. Entretanto, ainda depende-se da qualidade do solo e, por estar sendo cultivado nesse sistema, mantém-se exposto a possíveis pragas.

A fim de minimizar a perda de produção de morango, a alternativa que vem sendo utilizada, cada vez mais, é o plantio do morango semi-hidropônico em estufa. Por ser um ambiente controlado, há adequação da umidade relativa do ar, intensidade solar e proteção contra as demais intempéries ambientais (ventos, chuva, granizo). Fora isso, encontra-se mais protegido frente a pragas e doenças, principalmente pelo fato de ser cultivado em substrato.

Em suma, o morango é uma cultura muito sensível, com grande número de patógenos e muito afetada pelo clima. Se bem manejada, pode gerar um bom retorno econômico.

Para recomendações de manejo, análise de viabilidade técnica ou econômica da cultura, entre em contato conosco preenchendo nosso formulário ou pelo telefone (19)3429-4399.

Escrito por Paulo Ceneviva

LEIA MAIS

produtividade morango
Como nós implementamos nossa cultura organizacional